Início

Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

Boas Férias Caros Associados

RCChegamos a Agosto!

Para muitos portugueses, altura de bradar: “CHEGARAM AS FÉRIAS”!

Para nós motociclistas, mais ou menos “devoradores de Kms”, o mês de (quase) todos os perigos! Na cidade eles diminuem, fruto do menor número de veículos a circular, consegue-se chegar mais rapidamente (e com maior segurança) a quase todo o lado, é mais fácil estacionar, enfim, quase um paraíso! Por outro lado, na estrada, tudo muda, mais trânsito, todos cheios de pressa (de chegar à praia, ao destino das férias, ….), condutores menos habituados a fazer Kms….

É o mês em que alguns (não só automobilistas) fazem tantos ou mais kms que durante o resto do ano e, infelizmente, isso reflete-se negativamente no número de acidentes e nas estatísticas….

Vamos combater o lobby que nos ataca como “causadores de todos os acidentes” adotando uma postura consciente na estrada e abusando da condução defensiva! Vamos viajar, para mais ou menos longe, cá dentro ou por esse mundo fora, mas em segurança!

Entretanto, no Moto Clube do Porto, não estamos parados! Em Agosto temos o Passeio aos Picos da Europa e muito trabalho para pôr de pé os eventos seguintes: em Setembro, o MotoTour das Nações (iremos receber quase três centenas de motociclistas estrangeiros) e em Outubro o À Descoberta de Lamego (esperamos ver-vos!).

Até lá, boas férias e conduzam com segurança!

Rui Castro
Presidente da Direção
Moto Clube do Porto

Moto da Noite ganha por sócio "menor"

20190705 moto da noiteNa passada sexta-feira 5 de julho, mais uma vez, a sede do Moto Clube do Porto foi palco para a eleição da Moto da noite, e claro as já afamadas bifanas da Alice.
Com o parque repleto de candidatas ao prémio, foi já pela noite dentro que o júri examinou ao detalhe todas para eleger a moto mais bela.
O júri constituído pelos sócios Carlos Ribeiro, Paulo Mendes e Dias Costa, depois de cuidada análise foi unânime em eleger a belíssima nova INDIAN FTR 1200 trazida pelo jovem sócio Diogo Fonseca, que pediu ao seu pai para o levar nesta bela máquina ao nosso clube.
As suas palavra à chegada foram “ moto muito boa, um pouquinho perigosa!...”, mas como não podia deixar de ser e a tradição manda, teve direito à mini (que foi rapidamente trocado por um ice tea) e respetivo diploma para certificar o vencedor.
E assim se prova que de pequenino se troce o pepino, ou melhor se rola o punho.... venham na próxima 1ª sexta-feira do mês e participem...
Ler mais...

Passear em Cabeceiras a ajudar a Guiné

01 Passeio Solidario NRDP219 solidários doam a verba para electrificar casa de acolhimento de crianças órfãs

Com 50% da inscrição a reverter para a Casa da Mamé Ussai e mais uma data de doações e rifas vendidas, a ONGD Na Rota dos Povos conseguiu angariar 3.990 euros líquidos, dinheiro suficiente para comprar os essenciais painéis solares que assim permitirão às crianças órfãs acolhidas beber leite, ter peixe fresco, estudar à noite, as tais coisas essenciais que damos por adquiridas e a que nem damos o devido valor.

Isto graças ao entusiasmo de 219 participantes que no passado domingo 7 de julho subiram em caravana ao mais que hospitaleiro concelho de Cabeceiras de Basto. E que caravana!... 79 pessoas em motos, 84 em mais de 20 automóveis (quê??) e até um autocarro com 56 passageiros (como??)

Esta passeata com participantes tão heterogéneos pôs em sentido os organizadores da Na Rota dos Povos, Octávio Coelho, Anabela Bandeira, Tito Baião, Susana Antunes. E ainda mais o Ernesto Brochado, mentor do percurso e programa. Mas, graças à enorme e constante ajuda do cabeceirense e sócio MCP Filipe Raposo, da hospitalidade e gosto do Turismo do Município de Cabeceiras de Basto e ainda a solidariedade do Sr. António João, proprietário dessa “Meca” que é a Adega Regional Nariz do Mundo, assisitiu-se a um desfile de sorrisos e alegria geral, desde Gondomar, de onde se arrancou à hora, até ao final do domingo, por um itinerário ambicioso, com muita serra e aldeia, idealizado inicialmente só para motos. Mesmo quando o autocarro ficou empancado na estreita e granítica aldeia de Torrinheiras, hehehe…

Com muitos jovens e inexperientes condutores nas motos, os “independentes” automobilistas, pouco dados a caravanas, e todas as limitações impostas pelo enorme autocarro de 14 metros, a comitiva rolou sempre em ritmos extremamente lentos, bons para dormir a sesta.

Ler mais...

Ir à praia sem molhar os pés e ...

Rota dos Sabores...comer de tudo sem ir ao restaurante

Rota dos Sabores 2019 MCP/Antero mostrou delícias de Vagos a Ílhavo, da Ria de Aveiro ao Oceano Atlântico

Desafiar o marasmo de um verão que teima em ‘não dar a cara’, descobrir novos aromas e paladares, dos doces artesanais aos mais inesperados salgados, passando pelo acre de cervejas artesanais ou pela frescura dos sumos naturais; ir até à praia e ver como se pesca o peixe mais fresco, comer ao ar livre em ambiente absolutamente descontraído, conhecer melhor a história da pesca do bacalhau ou aprender a elaborada arte de fazer sal foram razões que deram outra sabor a um domingo bem passado na Rota dos Sabores 2019 MCP/Antero.

Saudado regresso à Ria de Aveiro, inesgotável fonte de descoberta e surpresas, que começou nas generosas instalações da Antero, bem conhecido concessionário nos Carvalhos, com tempo para, além de provar as já famosas natinhas e do ‘obrigatório’ café, conhecer algumas das novidades das gamas da BMW, Yamaha, Kawasaki, Benelli, Vespa, UM, Suzuki e outras, além dos mais recentes equipamentos dos mais conceituados fabricantes, da Dainese à Shoei, da Spidi à Touratech ou da AGV à BMW.

Ler mais...

Maravilhoso Passeio a Muxia!

064 MCP em MuxiaLobos do mar e sereias na costa do norte

No fim de semana de 29 a 30 de Junho reunimos 29 participantes e 19 motos para dar as boas-vindas ao Verão num bucólico percurso pela costa norte de Espanha. Organizado pelo MCP, o passeio teve o apoio da Mototrofa.

Eram 8h30, quando praticamente todo o grupo já se encontrava na sede da Mototrofa para partilhar o pequeno almoço oferecido pelo nosso patrocinador.

Ás 8h55 a atmosfera já vibrava de entusiasmo e expectativa ao ouvir o breve resumo do que seria esta aventura com informações importantes de como se deve conduzir em grupo, quem comandava a caravana e quem a ia fechar.

O Porto e Muxia – o nosso destino! - são separados por longos quilómetros de estrada, e uma vez que a parte inicial do trajecto é bastante descaracterizada, optamos por fazer a ligação ao norte de Portugal pela A3 optando pela saída de Monção para entrar em Espanha. Rolamos juntos, coesos até chegarmos a Arcade, onde demos início ao repasto de almoço em jeito de piquenique aproveitando o excelente dia que se fez sentir e o pequeno porto de embarcações junto à zona de merendas.

O troço seguinte prometia paisagens verdejantes com zonas ribeirinhas que assinalavam a presença refrescante da água praticamente ao longo de todo o percurso.

Atravessámos pequenas aldeias e lugares até chegarmos à costa, que nos brindou com vistas deslumbrantes do mar e das escarpas rochosas. Farol de Punta Nariga marcou um dos momentos altos do passeio pela sua beleza pitoresca e paisagens colossais.

De farol em farol, fomos desbravando a costa como velhos lobos do mar asfaltado surpreendidos com o horizonte infinito de praias de areia branca e fina e águas de um azul quase cristalino.

Pernoitamos em Camariñas num simpático hotel. Para obrigar o corpo a alongar percorremos a pé o caminho até ao restaurante que nos acolheu calorosamente. “Brigadinho” dizia o senhor a todos e de cada vez que trazia comida!! A refeição, completa e saborosa, e a noite amena inspirou uma tranquila caminhada pela marginal onde, aqui e ali fomos conversando sobre tudo um pouco! Satisfeitos com o dia preenchido de descobertas e paisagens que enchem a alma, fomos descansar para renovar energias para o segundo dia do programa.

O pequeno almoço foi servido bem cedo e às 9h arrancávamos em direcção ao mar!

Objectivo: Muxia, uma encantadora vila costeira abraçada pela água e pelo campo, terras de Caminho de Santiago calcorreadas por séculos e gerações.

Continuamos para Ezaro em Dumbria, e espreitamos a paisagem no seu mirador: ao longe pode ver-se a barragem, a queda de água, o porto de recreio e o mar, ao qual se acede por baixo de uma pequena ponte… Um cenário de fábula num reino mágico onde de repente parecem surgir pequenos duendes de chapéu em bico.

Do nosso elevado posto no cimo da escarpa fomos descendo até ao nível da água e deixamo-nos conquistar pela beleza quase irreal. Um pequeno tesouro escondido na bravia costa atlântica.

Ainda absorvidos por tão gloriosas imagens rumamos a Noia, onde nos aguardava o não menos surpreendente almoço. Foi na Taxca Tipica que saboreamos um verdadeiro manjar galego com a simpática recepção do seu dono, o “Santi”. O grupo foi unânime: numa escala de 1 a 10, a 'casa' do Santi tem uns merecidos 10 valores!

A boa disposição reinava e tudo estava a postos para o regresso, uns por estradas costeiras outros por autoestradas. O corpo e alma agradecem a experiência repleta de sabores e imagens de gentes de terra e de mar que a memória não esquecerá.

33ª Festa de Aniversário

Bolo AniversarioMoto Clube do Porto voltou a reunir sócios e familiares na sua festa de aniversário

Seguindo uma máxima muito utilizada em Portugal, e também neste clube, “em equipa que ganha não se mexe”, o Moto Clube do Porto voltou ao Restaurante Pratos e Petiscos, neste sábado 22, na Trofa, para festejar o seu 33º aniversário.
A festa teve início em espaço exterior, gentilmente cedido pelo nosso sócio e anfitrião Miguel Maia, onde pouco a pouco foram chegando todos os participantes; aproveitando para por as conversas em dia e contar os últimos passeios e viagens enquanto degustavam uns Gins ou Martinis, desta vez sem ‘sunset’ pois o “astro rei” estava escondido atrás das nuvens.
Com a luz do dia a começar a escapar, foi tempo de subir para a sala preparada pela equipa do restaurante Pratos & Petiscos (também conhecido como Moto Clube da Trofa). O espaço amplo, com uma disposição que favoreceu a continuação da conversa e as entradas (rojões, enchidos, queijos…), iam preparando caminho para a deliciosa costela mendinha que a todos agradou.
Este agradável convívio à mesa antecipou o ponto alto da noite comemorativa, com o coro dos presentes a entoar um afinado ‘Parabéns a Você’ antes do sócio mais jovem presente – Diogo Fonseca - apagar as velas dos 33 anos de vida do Moto Clube do Porto.
Após a sobremesa, que preparou todos os convivas para o momento alto da noite, teve então início o momento mais solene, a entrega das medalhas aos sócios que este ano completam 10, 20 e 30 anos de filiação; dentre eles, contaram-se sócios muito ativos, outros que aparecem esporadicamente no clube e até duas sócias que o são desde o dia em que nasceram! No final foi difícil a despedida dos amigos com quem se tinha passado uma noite muito agradável de conversas e memórias e, a custo, lá se foi esvaziando a sala.

Ler mais...

MCP e Movimento Pelas Motos nas Serras

Acção de sensibilização para a pratica de motociclismo de todo o terreno

Inserida na 2ª edição dos Encontros com o Parque das Serras do Porto, a nossa acção, no passado dia 8 de junho,  visou sensibilizar os praticantes de motociclismo de todo o terreno para a importância da sã convivência entre todos os usuários do Parque. O café da Cristina, na Senhora do Salto foi o local escolhido, a sua localização estratégica como sitio de paragem habitual para os motociclistas foi determinante para a escolha.

Divulgamos o código de conduta para a pratica de motociclismo responsável e alertamos para a importância de o respeitar. Este código criado por nós motociclistas, para nós motociclistas, determinará a relação que teremos com todas as outras actividades dentro do parque.

Bifanas e Moto da noite

Na passada sexta-feira 7 de junho a sede do Moto Clube do Porto abriu-se para provar as já afamadas bifanas e eleger a Moto da noite.
A noite já ia longa quando o júri numerado percorria o parque em busca da moto mais bela. Desta vez foi uma tarefa dificílima pois eram muitas as motos no parque pretendentes ao título.
O júri constituído pelos sócios Joāo Condé, Paulo Beigel e Pedro Rebelo, analisaram as opções, apresentaram as suas escolhas e depois de uma feroz disputa de argumentos decidiram como vencedora a BMW F850GS tricolor do sócio Paulo Mendes, que como a tradição manda, teve direito à mini e respetivo diploma para certificar o vencedor.
Para o próximo 5 de Julho há mais.... venham e participem...

Ler mais...

Classicas de volta à estrada

MCP no Museu MOTOMEste domingo, 16 voltou a ser soalheiro

Foi novamente com sol e temperaturas amenas que 16 motos clássicas (e não só) se fizeram à estrada.

Os participantes chegaram à sede do MCP aos comandos das suas “relíquias” a tempo de tomar o café oferecido pelo MCP e admirar as outras máquinas.

À hora marcada a caravana arrancou, fazendo virar algumas cabeças enquanto rolavam, em direção ao Muro na EN14 onde saímos para as estradas secundárias e começou a verdadeira diversão, com curvas para todos os gostos e bom asfalto, sempre pelo meio dos campos cultivados pontes românicas, casas senhoriais e igrejas antigas.

Chegados a Curvos, e ao Museu MOTOM, fomos excelentemente recebidos pelo seu mentor, Eng. Paulo Sá Cunha, que nos proporcionou uma visita inesquecível – à qual nem faltou a presença de um italiano antigo piloto MOTOM – cheia de pormenores da história desta marca de motos italiana. Faltava ainda a surpresa final pois quando já pensávamos que tinha acabado a visita, eis que o nosso anfitrião abre outro pavilhão onde guardava uma coleção de vários modelos da marca alemã Auto Union, sobre a qual também nos deu uma aula de história!

Ler mais...

Moto Clube do Porto em grande no 21.º Portugal de Lés-a-Lés

MCP no 21LaLDas verificações técnicas ao secretariado, dos superdivertidos controlos à obrigação de ‘vassourar’ toda a caravana, das belíssimas fotografias aos apaixonados relatos, sem esquecer a maior representação clubística…

Marcando fortíssima presença na 21.ª edição do Portugal de Lés-a-Lés, o Moto Clube do Porto voltou a brilhar na grande aventura organizada pela Federação de Motociclismo de Portugal, sempre com imprescindível apoio de moto clubes de todo o País. Da parte do MCP, além do maior número de participantes inscritos entre o pelotão de 1900 motos e mais de 2000 motociclistas, presença bem notada na equipa organizativa como nos postos de controlo.

Ler mais...

MCP On the road

Aventura na N2

Embora o dia tivesse amanhecido sereno e sem chuva, era certo que até Chaves, começo da "nossa estrada - N2", iriamos ter chuva e algum frio.
Nada que não fosse previsível e que o grupo de 17 motos do MCP não estivesse preparado.
Impermeáveis vestidos e café tomado, arrancamos para Chaves, e em formação, chegamos ao marco zero da N2.

Aí chegados e abastecidas as motos, começamos a nossa aventura, por tantos esperada, de fazer os 738 km que unem Chaves a Faro pela N2, a estrada mais longa de Portugal e uma das mais longas do mundo.
Uma ligeira paragem a 7 km de Chaves serviu para um café retemperador, um rápido briefing e a entrega do guia da N2, passaporte da N2 e autocolante alusivo ao evento.
Inicialmente encoberto, o sol começou a dar os ares de sua graça, e ainda a meio da manhã e em Santa Marta de Penaguião, desistimos dos impermeáveis e diminuímos os agasalhos e continuamos o percurso até à paragem para almoço no restaurante típico do Mezio.

Ler mais...

Moto da noite foi... scooter.

Em noite amena e quase de verão, esta sexta-feira, 3 de maio, teve na sede do clube mais uma edição da Moto da Noite acompanhada pelas tradicionais bifanas.

A sede encheu-se com habituais e novos sócios, e até tivemos a visita de uma motociclista do Rio de Janeiro que quis conhecer pessoalmente este reconhecido moto clube do lado de lá do Atlântico.

Desta vez a moto da noite foi de novo para uma BMW, não como habitual uma GS, mas sim uma...  novíssima scooter C400 GT trazida pelo Paulo Ribeiro, tendo como responsáveis por esta exótica escolha os sócios Domingos Cruz, Ilídio Neto e José Fonseca.

Ler mais...

Trails pela Cabreira 2019

001 Trails Cabreira 2019Dia da Mãe....no monte

Este domingo, dia 5 de maio, dia de muito sol e com temperaturas mais do que primaveris, foram 21 os entusiastas do fora de estrada que rumaram à serra da Cabreira nas suas Big Trail.

Se alguns saíram do primeiro ponto de encontro, a sede do nosso Moto Clube do Porto, a maioria dirigiu-se diretamente ao ponto inicial do trilho, bem no centro da vila de Cabeceiras de Basto. Depois de abastecidas as máquinas, fizemo-nos aos belos e estreitos caminhos desta região montanhosa do interior minhoto, por entre vinhedos e coloridas flores.

Ler mais...

Revolta de contornos reais

Passeio de soberanos mototuristas lusitanos...

2ª Revolta Motorraliana...por domínios senhoriais espanhóis, visitando castelos e palácios, em história digna de reis e rainhas

Começa a ser uma importante e incontornável tradição mesmo se esta foi apenas a 2.ª edição da ReVolta Motorraliana! Tal como em 2018, vários foram os participantes no 25º Moto Rali do Moto Clube do Porto que, aproveitando feriados (1 de maio), pontes e dias de férias, decidiram expressar a revolta pelos poucos quilómetros do evento de abertura do 23º Troféu de Moto-Ralis Turísticos sob égide da Federação de Motociclismo de Portugal, fazendo-se à estrada para mais quatro dias de puro mototurismo. No programa, a descoberta de deliciosas estradas, belíssimas paisagens e da riquíssima história da Extremadura, Castilha La Mancha e Castilha Leon com um toque na Comunidade Autónoma de Madrid, em palco desde sempre frequentado por monarcas autoritários e encantadoras princesas.

Ler mais...

25º Moto Rali do MC Porto

25º Moto Rali MCPPelas surpresas da História…

25.º Moto Rali do Moto Clube do Porto surpreendeu uma centena de divertidos aventureiros à descoberta da Beira Alta

Comemorando um quarto de século de grandes histórias de descoberta do património nacional e da gastronomia, dos sabores e saberes locais, o Moto Rali do Moto Clube do Porto, cumpriu a 25ª edição, com epicentro em Santa Comba Dão e subordinado ao tema 25 Anos – 25 Surpresas. Momento histórico para o mototurismo nacional, recuperando o espírito divertido da Passeata Turística na Beira Baixa, pelas aldeias do Piódão, Monsanto, Penha Garcia e Sortelha realizada a 6 e 7 de julho de 1992, e que apostava em voltar a surpreender pela inovação, juntando cultura e paisagens à tradição e à oportunidade ímpar de descobrir belos e pouco conhecidos recantos da Beira Alta.

Ler mais...

Chuva e nevoeiro deram outra beleza ao Passeio à Samardã

Quando a coragem de desafiar os elementos é compensada por paisagens diferentes e sabores únicos

Dos fracos não reza a história. Sempre assim foi e sempre assim será. Dos que têm medo de uns pingos de chuva, que abdicam de um passeio fantástico afugentados por previsões meteorológicas catastróficas, ninguém sabe por onde andaram. Já os outros, aqueles que aceitaram o desafio lançado pelo Moto Clube do Porto e pela empresa Antero para atravessar as serranias do Marão, Alvão e Padrela, ganharam um dia de incontornável memória. Onde alguma chuva e nevoeiro deram um toque único ao Passeio à Samardã, no domingo, dia 7 de abril, reforçando aura mística dos bosques a caminho das Fisgas do Ermelo. Se era melhor ter a companhia do sol, permitindo desfrutar das soberbas paisagens atravessadas? Claro que era… mas não seria a mesma coisa.

Mas é dos audazes que vamos aqui falar! Dos que chegaram bem cedo às instalações do stand Antero para ver as mais recentes novidades da BMW, Yamaha ou mesmo fazer um compra de última hora. Porque, mesmo sendo domingo, ninguém poderia ter frio nas mãos ou ser apanhado desprevenido por um qualquer aguaceiro. E com um fato de chuva novinho em folha ou umas luvas, experimentadas e comentadas enquanto se tomava um café acompanhado das já famosas natas, tempo para um rápido briefing re

Ler mais...

As bifanas da Amélia também são boas

Moto da noite elege estrangeiro

Nesta 1ª sexta-feira de abril, dia 5, ocorreu mais uma edição da moto da noite.

O juri composto pelo Armando Moutinho, José Fonseca e Lino Alves elegeram um francês numa moto alemã. O vencedor foi o Pascal Ignolin e a sua BMW R 1200 GSA.

Já as bifanas da Alice foram substituidas pelas bifanas da Amélia, pois a nossa "anja da sede" encontra-se em convalescença pós-operatório. Aproveitamos para lhe desejar as melhoras.

Ler mais...

E as clássicas fizeram-se à estrada

Foi com sol e temperaturas amenas deste sábado 30 de março que se deu início ao primeiro passeio para motos clássicas de 2019. Os bravos começaram a chegar à sede do MCP ainda não eram 8:30, todos vaidosos das “relíquias” que montavam; foi tempo de tomar o café oferecido pelo MCP e admirar as máquinas que os amigos levavam.

À hora marcada a caravana saiu para a estrada, fazendo virar algumas cabeças enquanto rolavam, no meio do trânsito, em direção à Serra de S. Miguel O Anjo. Aí começou a diversão, com curvas para todos os gostos e bom asfalto, que nos levaram até Santo Tirso onde tivemos um pequeno problema já que a estrada que nos levaria até à Nossa Senhora da Assunção estava cortada devido ao Rali de Santo Tirso. Imediatamente o Domingos Faria se prontificou a “guiar” por uma estrada alternativa até à Igreja em questão e daí para a frente foi (quase) sempre a improvisar o percurso de modo a chegar a horas ao encontro surpresa. E que surpresa foi para os participantes a visita guiada (e cheia de histórias curiosas) que o Eng. José Artur Campos Costa, grande amigo do Moto Clube do Porto, nos proporcionou!

A custo despedimo-nos deste nosso amigo e fomos tratar de descansar as pernas “debaixo da mesa”; podemos dizer que o almoço esteve na linha da visita que tínhamos tido e os rojões acompanhados por arroz de sarrabulho estavam uma verdadeira delícia, o que fez com que fosse difícil arrastar os convivas para fora do restaurante.

Quando finalmente voltamos à estrada foi por estradinhas secundárias que voltamos ao Porto, e muitos dos participantes devem ter pensado “mas donde saíram estas estradas que não conheço?”.

Resta-nos agradecer a ajuda do Paulo Beigel pelo trajeto de volta ao Porto e ao Eng. José Artur Campos Costa por nos ter aberto as portas da sua casa.

Em Junho haverá o segundo passeio para motos clássicas, sempre por estradas secundárias e motivos de interesse durante o dia.

Até lá!

Ler mais...

Contas de 2018 aprovadas por unanimidade

Assembleia Geral confirmou absoluto rigor contabilístico do clube

Seguindo todos os preceitos legais, desde sempre apanágio do Moto Clube do Porto, foram chamados os sócios a votar as contas fiscais referentes ao exercício de 2018 em mais uma Assembleia Geral decorrida nesta quarta feira, 20 de março, no verdadeiro ‘multiusos’ que é a nossa sede. Com adesão um pouco abaixo das expetativas, foi apresentado o resumo contabilístico do ano passado, já explicado de forma detalhada na anterior AG. Para que não restassem quaisquer dúvidas, ficou a direção ao dispor dos associados, o mesmo sucedendo com a responsável contabilística do MCP. Sem levantar questões ou dúvidas, foram aprovadas as contas com o voto de todos os sócios presentes, sublinhando, uma vez mais, a clareza e rigor que impera (também) neste capítulo e que pode ser consultada pelos sócios na Ata n.º 64, na respetiva área reservada deste site.

Leitão 100 Limites foi passeio bem recheado

Gastronomia de eleição e estradas de exceção em dia a que nem o tempo tristonho conseguiu roubar o brilho

Este domingo 17 de março começou com um dia cinzento e a promessa de chuva pairava no ar. Mas, indiferentes a ameaças de mau tempo, 43 amigos não hesitaram em fazer-se à estrada para mais um passeio do calendário do Moto Clube do Porto. No cardápio, além da promessa de excelso repasto com um dos mais conhecidos pratos da gastronomia nacional, estradas repletas de deliciosas curvas, como que para abrir o apetite da caravana. Momentos de prazer de condução, depois do cafezinho e briefing da praxe na sede do clube, através das belas e pitorescas estradas da Beira, palco de eleição para o agradável passeio ao Leitão 100 Limites. Sem limites mesmo, porque a enorme adesão levou a que fosse ultrapassado o limite de 40 inscrições inicialmente previsto para este passeio...

Estrada fora, com a caravana sempre acompanhada por alguma ‘humidade’, o muito agradável roteiro, por estradas interessantes e a pedir alguma condução, como os motociclistas tanto gostam, levou-nos ao encontro de mais amigos. Simpáticos e muito disponíveis, três sócios do grupo V-Riders, da Bairrada, fizeram questão de nos conduzir pelos seu domínios, mostrando belos recantos das suas terras em imagens sempre acompanhadas pelo troar das vistosas Harley-Davidson. Pena mesmo, só o tempo que teimava em não abrir, concedendo umas tréguas que permitissem desfrutar das maravilhosas vistas que, dizem, estendem-se até ao mar.

Bem disposta companhia que rapidamente afastou alguma desilusão e até frustração pelo tempo carregado que, em jeito de bruma misteriosa, acabou por proporcionar alguma magia ao passeio na hora de degustar o vinho frisante da Bairrada, gentilmente oferecido pelos V-Riders, com um brinde na Cruz Alta que deixou todos mais bem dispostos e prontos a retomar a viagem.

Feita a foto da praxe, hora de seguir até ao local onde o Né dos Leitões iria surpreender todo o grupo pela qualidade e quantidade do mais famoso ‘bacorinho’ do Mundo, quiçá de Portugal. Depois do pão como só os bairradinos sabem cozer, da deliciosa pizza ou da divinal cabidela de leitão, chegou o verdadeiro, o único, o inconfundível leitão assado em forno a lenha de forma tradicional. E onde nem faltou a indispensável vide, esse galho da videira que tanto sabor dá a uma iguaria realmente única e que a todos agradou. Que assim, com redobrado prazer, escutavam o cantar da tesoura a trinchar o animal, com brilho redobrado nos olhos à medida que as travessas desfilavam. Tempo de tirar quaisquer dúvidas que pudessem resistir, estilhaçando num ápice as interrogações dos mais reticentes. Tempo de degustar e sorrir, de conversar e confraternizar, antes de, debaixo de um sol que finalmente parecia querer despertar, todos regressarem a casa felizes e bem dispostos.

Leitão 100 Limites que foi, assim, passeio de grande sucesso, só possível com a ajuda do grupo de amigos V-Riders da Bairrada, a quem deixamos um sentido abraço de agradecimento, pelo orgulho demonstrado, simpatia e contagiante alegria demonstrada. Obrigado e boas curvas!

Também ao Né dos Leitões e todos os colaboradores, um agradecimento muito especial pelo profissionalismo, atenção e simpatia com que nos acolheu na sua casa. Obrigado! E um obrigado muito especial, também a todos os presentes, a quem a ‘Comissão Tasqueira’ agradece a companhia, esperando sinceramente que tenham passado um bom dia.

Vemo-nos por ai numa ‘tasca’ qualquer.

Ler mais...

Bifanas e Moto da noite

Na passada sexta-feira 1 de março a sede do Moto Clube do Porto animou-se para provar as já habituais bifanas da Alice.

Ao mesmo tempo para a Moto dan Noite o parque ia-se compondo com motos que na maioria com medo de se molharem estavam por baixo da cobertura.

Desta forma o júri incumbido da dificílima tarefa de escolher a moto da noite, teve a sua tarefa facilitada pois não foi necessário percurrer exaustivamente o parque.

O júri constituído pelos sócios José Fonseca, Carlos Ruivo e Nuno Feliz, depois de esgrimir as suas opções foi em renhida disputa que a escolha recaiu na Honda CB SEVEN FIFTY do sócio Paulo Beigel, que como habitual teve direito à mini e respetivo diploma para certificar o vencedor.

Ler mais...