Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

Promessas de (mais) um ano entusiasmante

Programa de atividades desvendado em Assembleia geral onde se falou da boa saúde das finanças

Era o ponto mais aguardado da primeira Assembleia geral do ano – aquela onde é apresentado o Relatório de Contas do ano anterior e o Orçamento para 2018 – e o Programa de Atividades do Moto Clube do Porto para 2018 não desiludiu. Calendário que conta 43 atividades diretamente organizadas pelo MCP, entre eventos na sede e passeios com os mais diversos destinos previstos para as 52 semanas do ano, a que se juntam colaborações nas mais diversas áreas (no total de 22 já agendados) e a presença noutros eventos, nacionais e internacionais (em 15 datas).

Programa que tem como grande destaque para o regresso da Festa da Moto, estando a 5.ª edição marcada para os dias 7 e 8 de julho, na Quinta do Covelo, depois da presença na Maia, no Estádio do Dragão, no Palácio de Cristal e na Alfândega do Porto. Tempo para uma apresentação tão pormenorizada quanto possível, feita pelos responsáveis de cada evento, bem com para reiterar o apoio dado, em termos de divulgação, aos passeios levados a cabo nas manhãs de domingo como forma de mobilizar os sócios.

Outra novidade anunciada prende-se com a realização, todas as sextas-feiras (à exceção da primeira de cada mês que continuará dedicada à Moto da Noite a Petiscos da Alice), de noites temáticas de petisquice, com pratinhos típicos e diferenciados em cada ocasião, em iniciativa batizada de A Estrela da Noite.

A noite, que começou com a entrega do prémio de Sócio do Ano ao sócio Germano Mateus devido à impossibilidade do mesmo em ter estado presente na Gala de Entrega de Prémios, realizado no dia 6 de janeiro no restaurante O Carvão, contou ainda com a conclusão apresentada pelo Conselho Fiscal. Que sublinhou opinião, depois de analisadas as contas de 2017 do MCP, de que a gestão do clube “foi eficazmente assegurada ao longo do último ano, não detetando qualquer irregularidade” e, por isso mesmo, foi dado um “parecer favorável às contas apresentadas”. Foi ainda enaltecida, pelo Conselho Fiscal, “a boa saúde do Clube, patente no número de atividades levadas a cabo ao longo do ano e na qualidade dos mesmos”, salientando também “o aumento do número de participantes e de quilómetros efetuados ao longo do ano”.

Balanço de um ano de crescimento, solidificação e melhorias várias que promete não ficar por aqui, com garantia de evolução em diversas áreas, da organização de mais passeios e mais diversificados, à realização da 5.ª Festa da Moto e outros eventos capazes de maior envolvimento de todos os associados.