Se o destino for alcançável de moto
nós iremos lá!

Webmail Área Reservada

MCP apoia manifestação do GAM

Em luta pela verdade e na defesa dos direitos dos motociclistas

Perfeitamente consciente da importância do momento que vivemos, fulcral no respeito pelos motociclistas e pelos seus direitos, o Moto Clube do Porto apoia, sem limitações, a manifestação nacional que está a ser organizada pelo Grupo Acção Motociclista (G.A.M.) para o dia 18 de fevereiro, em Lisboa. Intervenção social que pretende chamar a atenção para as atrocidades, verdadeiras mentiras que vêm sendo proferidas sobre a realidade das duas rodas, e com a qual todos os motociclistas vão marcar uma posição clara e inequívoca contra as medidas que o Governo quer implementar no sector.

Manifestação nacional de motociclistas que vai mobilizar ainda todo o setor das motos e que assenta nas seguintes premissas com que tentam ludibriar a opinião pública e impor regras descabidas, contrariando mesmo a legislação europeia:

1 - O governo não deve analisar a evolução do número de sinistros sem considerar a evolução do universo em que estes ocorrem.

2 - As metas impostas para o número de vítimas na estrada devem acompanhar a evolução do universo onde estes ocorrem.

3 - O governo não deve ignorar os fatores causais dos sinistros, sob pena de continuarmos a ter um crescente número de taxas e regras que apenas aumentam o custo da mobilidade e a "caça à multa".

4 - A sinistralidade na estrada não deve justificar medidas que não se relacionem com a sua prevenção.

5 - Medidas preventivas devem centrar-se ao nível dos ingredientes causais.

6 - Há que ser realista e perceber que há uma relação direta entre o número de sinistros e o número de veículos em circulação e, mais importante ainda, o número de quilómetros percorridos.

7 - Não é a tirar proveito dos problemas que estes se resolvem mas a identificar as reais causas e a encontrar as devidas soluções.

Assim, é de importância vital marcar presença nesta manifestação cujos moldes, nomeadamente locais precisos e horas de realização, serão brevemente divulgados através da página de Facebook do GAM. Serão ainda produzidos “slogans” para serem usados na manifestação, de modo a passar uma mensagem focalizada nos pontos fulcrais do protesto.