Sob o signo de Rá!

028 Passeio a MuraO deus egípcio do sol não quis deixar de participar no primeiro passeio do Moto Clube do Porto neste domingo, 19 de janeiro de 2020, pelo que as belas paisagens do Douro e Tua tiveram ainda mais encanto.

Foi debaixo de um céu azul e sol radioso que os participantes se dirigiram para o Marco de Canavezes, ponto de partida para o passeio, onde encontraram um nevoeiro digno de Alcácer Quibir e do D. Sebastião.

A Casa dos Lenteirões, onde são produzidos os famosos Doces do Freixo, foi o ponto de encontro para os 26 participantes que tiveram direito à degustação dessa famosa iguaria que são as Fatias do Freixo, iguaria que o el-Rei D. Luís I exigia ter nos seus banquetes.  Seguiu-se o habitual briefing onde se recordou a melhor forma de rolar em caravana e desvendou o percurso e suas particularidades, tendo então o grupo arrancado em direção a Baião, onde deixou definitivamente para trás o nevoeiro, seguindo em direção a Mesão Frio e Régua para fazer uma paragem técnica no Pinhão. Aí já todos os participantes estavam com as retinas repletas de bonitas paisagens do Douro; foi tempo de subir às alturas de Favaios e Alijó antes de fazer outra paragem no Miradouro da Fraga do Ujo para apreciar as vistas sobre a albufeira do Rio Tua. Como o tempo apertava o grupo, após tirar uma foto para a posteridade, seguiu por estradas pitorescas atravessando Carlão e Santa Eugénia para chegar a Martim, onde fomos recebidos pelo Dr. Águia de Moura que, antes de nos mostrar as instalações das sua Casa Agrícola e falar da sua produção, nos ofereceu um magnífico aperitivo como complemento da prova de vinhos. Foi com alguma dificuldade que abandonamos a adega deste produtor mas o relógio não parava e eram horas de rumar ao Restaurante Borges para a última degustação do dia, e realmente tanto o cabrito como a vitela, bem regados com o tinto Águia de Moura, valeram a visita.

No final do repasto, e com o aproximar do final da tarde, os convivas foram abandonando a mesa e, com pesar, pegaram nas suas montadas para o regresso a casa.

Não podemos deixar de refazer os nossos agradecimentos ao Paulo da Casa dos Lenteirões, ao Dr. Águia de Moura da Casa com o mesmo nome, e ao Modesto Correia sócio que propôs este passeio à direção do MCP e o co-organizou.

Não se esqueçam de marcar na agenda que a 8 de fevereiro, sábado, iremos até Ponte de Lima deliciar o palato com sabores minhotos. Contamos contigo!